Guia Fiscal PT 2017

Consultar Arquivo de Publicações

Autor: RCA – Auditores | Consultores
Ano: 2017
Estado: disponível para download

  • Capítulo 1
    Editorial
  • Capítulo 2
    Impostos sobre o rendimento
  • Capítulo 3
    Imposto sobre o Rendimento das pessoas Singulares (IRS)
  • Capítulo 4
    Imposto sobre o Rendimento das pessoas Coletivas (IRC)
  • Capítulo 5
    Taxas de retenção na fonte de IRS e IRC
  • Capítulo 6
    Benefícios Fiscais
  • Capítulo 7
    Imposto do Selo (IS)
  • Capítulo 8
    Impostos sobre o Património
  • Capítulo 9
    Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI)
  • Capítulo 10
    Adicional ao Imposto Municipal sobre Imóveis (AIMI)
  • Capítulo 11
    Imposto Municipal sobre a Transmissão onerosa de imóveis (IMT)
  • Capítulo 12
    Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA)
  • Capítulo 13
    Taxa Social Única (TSU)
  • Capítulo 14
    Coimas por contra-ordenações tributárias
  • Capítulo 15
    Calendário fiscal de 2017

EDITORIAL

É com renovado prazer que apresentamos o GUIA FISCAL RCA 2017, reiterando assim a nossa disponibilidade para assistir os nossos clientes e o mercado em geral em termos de consultoria tributária.

O nosso GUIA FISCAL constitui uma síntese do sistema tributário português caraterizando, de forma genérica, as bases de incidência e as taxas dos principais impostos vigentes, refletindo as alterações decorrentes do Orçamento do Estado de 2017, as quais, apesar de não serem substanciais, afetam sempre o nosso quotidiano.

A tributação indireta (do vício, como alguém disse) é reforçada em 2017, nomeadamente bebidas alcoólicas e açucaradas e tabaco, assim como a tributação do património pessoal, com a substituição do imposto do selo sobre imóveis (1% sobre valores superiores a 1 milhão de euros) pelo Adicional ao IMI, essencialmente incidente sobre patrimónios pessoais (de valor superior a 600 mil euros), para além do agravamento da tributação dos rendimentos do alojamento local.

Mas nem tudo são más notícias, especialmente para as empresas, pese embora a taxa de IRC não ter sofrido qualquer redução (prevista na reforma de 2014). Assim, em 2017 é aplicável à generalidade das empresas o benefício fiscal por remuneração convencional do capital social (7% sobre os aumentos de capital até 2 milhões de euros); é alargado o limite do investimento elegível no âmbito do RFAI (10 milhões de euros); é eliminada a regra FIFO para dedução dos prejuízos fiscais; e reintroduz-se um regime de interioridade no IRC, com uma taxa de 12,5% (até 15 mil euros de matéria coletável).

Os aspetos acima referidos estão vertidos no GUIA FISCAL RCA 2017, todavia recomendamos que o enquadramento de quaisquer situações tributárias seja sempre cotejado por especialistas, na medida em que a informação apresentada é sintética, genérica e pode sofrer modificações por força de alterações legislativas, pelo que a Equipa Fiscal da RCA reitera a sua disponibilidade para vos apoiar no estudo e análise de quaisquer assuntos ou questões de natureza tributária, nomeadamente verificações de conformidade (compliance), emissão de pareceres técnicos, due diligences e apoio na execução de procedimentos administrativos de contencioso fiscal.

Até breve,
Luis Pereira Rosa
Sócio Executivo
Janeiro de 2017

Faça o download do Guia Fiscal 2017 Portugal em formato pdf (545kb).

Para ver todas publicações da RCA, consulte o arquivo de publicações.